OS 5 GRUPOS DE VĺCIOS E VIRTUDES

Os vícios são fraquezas que podem ser transmutadas em forças, ou seja, em virtudes.

Hildegarda de Bingen não vê no vício um mal absoluto e sim um sinal, uma maneira para que o homem cósmico, ou seja, o ser humano possa se corrigir e transmutar esse vício numa força divina – a virtude correspondente !

O mal se transforma em bem quando o sentido de sua existência é compreendido e através desse entendimento, há uma conscientização que é preciso mudar (primeiro passo para a transformação).

Nem sempre o combate é lutar diretamente contra o mal mas muitas vezes, basta apenas compreender a mensagem que ele veícula e utilizar esse conhecimento para uma transformação que sirva à um desenvolvimento espiritual interior. Por exemplo, o ser humano que reconhece sua arrogância e ao tomar consciência do mal que este vício traz para si e para o universo, busca transmutá-lo em sua virtude correspondente, a humildade.

Assim como após a noite, um novo dia nasce e a luz ilumina a escuridão, a consciência do negativo faz nascer o positivo.

A pessoa que reconhece seu vício não deve julgar-se e sim, buscar transmutá-lo em virtude e desta forma, aproximar-se de sua essência divina e conseqüêntemente, do Criador !

1 Grupo Vicios & Virtudes 1-7

O HOMEM CÓSMICO OLHA PARA A DIREÇÃO LESTE

Na sua primeira visão do Liber vitae meritorum (O Livro dos Méritos da Vida)*, Hildegarda descreve o homem cósmico olhando para a direção leste, ou seja, a direção do nascer do sol.

As 7 primeiras Virtudes – o amor, a disciplina, a modéstia, a compaixão, a confiança, a paciência e o fervor em Deus – são responsáveis pelo funcionamento harmonioso dos 7 sentidos da alma.

No corpo físico, estes sentidos estão ligados ao nosso sistema nervoso e às 7 primeiras vertebras cervicais.

2 Grupo Vicios & Virtudes 8-15

O HOMEM CÓSMICO OLHA PARA A DIREÇÃO OESTE

Na sua segunda visão do Liber vitae meritorum (O Livro dos Méritos da Vida), Hildegarda descreve o homem cósmico olhando para a direção oeste, ou seja, a direção do pôr-do-sol.

Este segundo grupo de virtudes representa a parte do corpo que fica entre os ombros e o quadril e também os órgãos internos que correspondem à essa área: pulmão, coração, fígado, baço, rins, intestino e útero.

Esta região do corpo também compreende o sistema nervoso e as as vertebras D1 à D8, assim como as funções do estômago e do intestino.

Conseqüêntemente, as VIRTUDES desse grupo (8 ao total) estão associadas às forças de cura das doenças gastro-intestinais que são causadas pelos seus vícios correspondentes.

3 Grupo Vicios & Virtudes 16-22

O HOMEM CÓSMICO OLHA PARA A DIREÇÃO NORTE

Na sua terceira visão do Liber vitae meritorum (O Livro dos Méritos da Vida), Hildegarda descreve o homem cósmico olhando para a direção norte, ou seja, a direção que simboliza o mundo da infância e que num ponto de vista anatômico, compreende a regiao da bacia.

Durante o período da infância, o homem cósmico deve desenvolver 7 forças espirituais: a humildade, a caridade, o temor de Deus (o respeito por Deus), a obediência, a fé, a esperança e a castidade.

Paralelamente, ele deve tirar lições de suas experiências negativas : faltas, decepções, erros, frustações, mágoas, doenças e outras situações conflitantes da existência humana.

Pouco  à pouco, a criança cresce e evolue e aprende à dominar os vícios (desse terceiro grupo) : a arrogância, a inveja, a sede de glória (a vontade de aparecer ou ser famoso), a desobediência.  O domínio desses vícios se fará quando o homem cósmico tiver suas virtudes correspondentes bem estabelecidas dentro de si.

Por essa razão, o período da infância é muito importante. O bem-estar da criança depende muito do engajamento do pai e da mae em sua educação. A criança precisa da dedicação do pai e da mãe para crescer como um adulto seguro de si, confiante, responsável e sobretudo, consciente.

As 7 virtudes do terceiro grupo propõem um linha de conduta extremamente eficaz para a educação das crianças ; ela contribui à tornar as crianças de hoje os adultos autônomos e responsáveis de amanhã.

A parte correspondente à esse terceiro grupo no corpo humano é a bacia, os órgãos genitais, as funções sexuais assim como a musculatura dessa região do corpo. Por conseqüência, período da infância está em relação com as 7 virtudes que exercem uma influência positiva no funcionamento dessa região do corpo.

4 Grupo Vicios & Virtudes 23-30

O HOMEM CÓSMICO OLHA PARA A DIREÇÃO SUL

Na sua quarta visão do Liber vitae meritorum (O Livro dos Méritos da Vida), Hildegarda descreve o homem cósmico olhando para a direção sul. A terra onde o homem se mantém é rica em viriditas (energia vital) e humores; ela traz as flores e os frutos (ornamentos) característicos da maturidade.

Essa direção do espaço faz a conexão do corpo com os joelhos e os pés; ela simboliza a sexualidade, a fertilidade e a vitalidade. As 8 virtudes que que operam aqui representam a obra de Deus sobre a humanidade através do Cristo. Elas são as forças que foram espalhadas pelo mundo graças à Sua ressurreição. Se estudarmos a mensagem do Cristo, poderemos desenvolver estas forças dentro de nós e nos tornarnos seres providos de uma suprema sabedoria.

5 Grupo Vicios & Virtudes 31-35

AS FORÇAS RENOVADORAS DOS ANCIÕES

Na sua quinta visão do Liber vitae meritorum (O Livro dos Méritos da Vida), Hildegarda vê os novos Anciões subirem até o alto do Universo e criarem um poder ainda maior de reverência, estabilidade, adoração à Deus, abertura do espírito e de alegria celeste.

Os Anciões simbolizam o antigo e aqui, nesse caso, isso consiste na transmutação da fraqueza e das misérias do corpo físico  ligadas à velhice em beleza e coragem, que são os símbolos distintivos da sabedoria.

Para podermos nos transformar em Anciões, é necessário avançar no caminho do aprendizado de si mesmo e desenvolver as cinco forças cósmicas da quinta visão, ou seja, a reverência, a estabilidade, a adoração de Deus, o desapego e a alegria celeste. O objetivo aqui é operar a reconciliação de todas as forças contrárias.

Com a velhice, o corpo humano perde em vitalidade e em força física, no entanto, as almas que tiraram um proveito positivo de suas experiências passadas e desenvolveram suas virtudes, cresceram em espiritualidade e sabedoria. Elas podem, então, atingir altos níveis de energia e alegria. Citamos como exemplo, a própria Hildegarda de Bingen.

Nota* : Traduzido livremente do francês Le Livre des Mérites de la Vie.

Fonte : STREHLOW Wighard, La Guérison du Corps et de l’Esprit selon Hildegarde de Bingen, Editions Dangles, 2002

Sta Hildegardis

IMG_7062